QUEM PODE OU NÃO PAGAR O INSS EM ATRASO?

QUEM PODE OU NÃO PAGAR O INSS EM ATRASO?

inss atrasado

E uma das perguntas mais frequentes que tenho é: como pagar o INSS em atraso desta época para eu me aposentar?

Este é um assunto bem delicado, porque não é todo mundo que pode contribuir em atraso e também não é todo mundo que precisa contribuir em atraso.

No artigo de hoje vou te falar:

  1. Quem não precisa pagar o INSS em atraso.
  2. Quem pode pagar o INSS atrasado.

QUEM NÃO PRECISA CONTRIBUIR COM O INSS EM ATRASO

Antes de calcular juros, multas e pagar seu INSS atrasado, você precisa saber se você realmente precisa pagar o INSS.

Como assim?

Não é sempre que a responsabilidade de pagar o INSS é sua.

Em alguns casos você não precisa pagar nada para o INSS, basta comprovar que você trabalhava na época e o INSS vai considerar este tempo para sua aposentadoria.

Os casos mais comuns, que não precisam de recolhimento em atraso, são:

  • Trabalho rural antes de 1991;
  • Trabalho prestado como contribuinte individual (autônomo) para uma Pessoa Jurídica depois de 2003;

Se você trabalhou algum tempo nessas condições, nem perca tempo calculando o valor do seu INSS em atraso. Em vez disso, procure os documentos para contar este tempo sem precisar pagar nada.

Isso porque a obrigação de pagar o INSS não era sua na época. Então, você não pode ser penalizado por isso.

O que fazer?

Nesses casos, junte toda a documentação que comprove seu trabalho e requerer a atualização de tempo de contribuição no INSS.

2. QUEM PODE PAGAR EM ATRASO

Agora você já sabe quem não precisa recolher em atraso. Outro ponto importante é ter certeza de que você pode pagar em atraso.

Veja quem pode pagar em atraso:

O Contribuinte Facultativo

Quem contribui como facultativo pode pagar atrasado se a guia não estiver atrasada mais de 6 meses

É contribuinte facultativo quem não trabalha, mas paga o INSS para garantir benefícios previdenciários como auxílio doença, pensão por morte e aposentadoria.

O Contribuinte Individual (autônomo)

O contribuinte individual (antigo autônomo) é aquele que exerce atividade profissional remunerada por conta própria. Nestes casos, é possível pagar o INSS em atraso de qualquer época.

Mas, antes de emitir a GPS (guia da previdência social) em atraso, você precisa verificar se no seu caso existe a necessidade de comprovar o trabalho.

CONCLUSÃO

Antes de sair correndo pagar seu INSS atrasado, sente com calma e analise todo o cenário.

Primeiro, verifique se você realmente precisa pagar o INSS para ter este tempo reconhecido.

Segundo, certifique-se de que você pode pagar o INSS e se, para isso, é necessário comprovar o exercício da atividade profissional para o INSS. Se precisar comprovar, faça isso primeiro!

Por fim, faça o recolhimento em atraso. Se o período atrasado tiver menos de 5 anos, você pode calcular o valor diretamente na internet. Para períodos anteriores, vá até uma agência do INSS.

Observando todos estes pontos, você poderá contribuir em atraso com sucesso. Contudo, nem sempre é simples fazê-lo no posto do INSS, motivo pelo qual recomendamos a contratação de um profissional especializado em matéria previdenciária.